sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

As Vantagens de Ser Invisível - Stephen Chbosky


As Vantagens de Ser Invisível - Stephen Chbosky

  Comecei ontem a ler o livro ontem, um pouco ansiosa com a espera da estréia do filme no cinema. No começo me perdi um pouco nas confusões da cabeça do Charlie, um menino de 15 anos que vive em conflito com a vida, mas que deseja ser Infinito. Ele escreve cartas a um amigo que não se sabe quem é, no final de cada carta sempre coloca "Com amor Charlie", o que demonstra a doçura e a ingenuidade do garoto logo de cara.
  Ele só se sente bem mesmo quando conhece Patrick e Sam e começa viver com eles as aventuras de ser adolescente. Festas, loucuras e liberdade, ser jovem. Tudo isso reúne o jovem Charlie na satisfação de se sentir infinito.
  É importante ouvir cada musica que ele comenta no determinado momento que ele as cita. Elas casam com a história e a que eu mais gostei  Asleep- The Smiths que já era uma das minhas preferidas antes, agora então só a tornou mais inesquecível.
  Absorver o sentimento de um garoto que fala exatamente o que pensa da maneira que pensa faz você se sentir tolo por não fazer o mesmo, ele não tem medo de ser quem ele é, não tem vergonha de expressar seus sentimentos e não tem medo de dizer a verdade. Guarda segredos, tem medo e pergunta-se constantemente o que é a vida e o que o faz viver. Ele fica feliz ao descobrir que viver é uma grande aventura.

  Estou apaixonada pela escrita do Stephen e pelo modo como ele fez de uma maneira simples um garoto tão parecido com tantos outros que se sentem da mesma forma, mas não tem para quem dizer.

  O filme conta com a linda da Emma Watson como a Sam que, na minha opinião, não poderia ser ninguém mais. Ela trás a graça e a liberdade que essa personagem demonstra no livro.
  E já o Charlie será o lindo do Logan Lerman, que ficou conhecido por seu papel em Percy Jackson.

  Sem duvida esse filme e esse livro vão entrar para a minha lista dos preferidos, mesmo sem ainda ter terminado ou sem ver o filme fiquei feliz de ter a oportunidade de vê-lo.

Trailer do filme 

Um bom dia para todos e que vocês também sintam-se INFINITO.

O clube dos cinco




  E então eu fui obrigada a escrever sobre isso...

  Os anos 80 é conhecido pelos seus milhares de filmes água com açúcar, com uma trilha sonora inesquecível e uma trilha sonora que marca completamente essa época. Filmes adolescentes que mostram diferentes tipos de pessoas e com isso nos obriga a refletir e querer estar ali. Nos identificamos com esses esteriótipo, o atleta, a princesa, o cérebro, a esquisita e o rebelde. Conhece essas definições de algum lugar?
Sim meu alvo hoje é esse filme incrível chamado O Clube dos Cinco.

  O filme que conta a história de cinco adolescentes totalmente diferentes que são obrigados a ficar um sábado inteiro juntos na escola. Eles quebraram regras e agora estão de detenção.
  Eles entram com uma cabeça, se odiando e odiando estar ali, conforme o dia vai passando eles vão se conhecendo, discutindo e mostrando um pouco de cada um. O que da para perceber é que eles tem um sério problema com os pais, mas o pior não é isso e sim o fato do quanto exigem deles.
  Vemos uma menina mimada que tem tudo que quer, a Claire. Interpretado pela linga Molly Ringwald que ficou muito famosa pelos filmes de adolescentes dos anos 80 como Gatinhos e Gatões e A Garota de Rosa Shocking. Ela é a rainha do baile e fútil de mais para entender porque está ali.
  O Nerd que é perfeito em tudo, só tira notas boas, mas que toda essa obsessão por notas e por ser o melhor acaba transformando-o em um garoto triste que quando não consegue fazer o que os outros querem que ele faça pensa em desistir.
  O Atleta que é o príncipe do baile e seu pai deposita tanto no futuro do filho que não enxerga o quanto isso acaba com ele. Ele só tem que ganhar e ganhar e ganhar, ser um vencedor, ou não terá a aprovação do pai.
  O Valentão que precisa de qualquer jeito provar que não tem medo de nada e acabar com a moral de qualquer um para não se sentir horrível com o que enfrenta dentro de casa.
  E a esquisita que não tem amigos e nem ninguém, é ignorada pelos pais e só quer ser notada.

Também tem o diretor extremamente ditador, que perdeu a fé nos alunos e em ensinar.

  O filme é sensacional, marcou uma época e continua marcando até hoje. Ele mostra que não são só as aparências que importam, que tem muito mais dentro de cada um.

  No final do dia o Brian escreve uma redação que foi pedida no começo pelo diretor com o tema "quem vocês pensam que são" e é essa redação no final, é esse final que faz o filme ficar inesquecível e com gostinho de quero mais.

  O que eu sempre fico me perguntando é o que aconteceu na segunda-feira quando se viram na escola. Será que eles ficaram juntos? Será que continuou o clube dos Cinco? São perguntas que não vamos conseguir responder, mas vai ficar gravado nas nossas memórias junto com esse final: "Um cérebro, um atleta, uma neurótica, uma princesa e um marginal. Isso responde sua pergunta? Sinceramente O clube dos Cinco"

  O filme também é marcado por uma musica sensacional, que não imagino uma mais perfeita para ele
Simple Minds Don't you 

E se você quiser assistir esse filme aqui tem um link dele legendado
O Clube dos Cinco- assisti online 


  Espero que vocês gostem e se emocionem no final

Sinceramente Mônica Lopes.