sábado, 27 de dezembro de 2014

Seu filho é feliz?

Constantemente eu discuto com a minha família sobre isso...

Esse final de semana não foi diferente... Essa imagem, já um pouco antiga, é de um garoto feliz com o sapato que escolheu. Eu acho completamente horrível julgar uma criança e proibi-la de usar uma roupa por classifica-la de menina ou de menino. Se a criança gosta, acha bonito e é feliz pq diabos os adultos tem que julga-la?

Alguns anos atrás, quando comecei a trabalhar, fiquei como auxiliar de classe em uma escola.... Isso faz cerca de uns 5 anos, por ai. Era inicio do ano letivo, então os pais estavam indo conhecer a nova professora e auxiliar... Foi então que entrou uma mãe com um menininho de 4 anos agarrado em sua perna... qual não foi a surpresa da professora quando viu que ele estava com uma tiara? Ele tinha o cabelo liso comprido e a tiara ROSA o deixava para trás.... junto com esse garotinha outros quatro um pouco mais velhos e com uniforme de treino de futebol também estavam juntos.... Todos os 5 brincavam no parquinho enquanto a mãe conversava com a professora....
A mãe então virou e disse: Esse é meu filho, eu sei que você estranhou quando ele entrou aqui, por causa do arquinho, tudo bem, já estamos acostumados. Meu filho é o mais novo de 5 meninos, mas ao contrário dos irmãos ele não gosta de futebol, ele gosta de boneca, gosta de ser a princesa da história e se menciona no feminino. Fora essa "estranheza" ele é uma criança carinhosa, educada e muito companheira, ou seja, completamente normal. Nunca sofreu em casa, nem foi julgado por ninguém, afinal é na família que começa a educação e o apoio. Ele é muito novo para nos dizer se é homossexual ou não, agora descobrimos que ele tem uma personalidade transsexual, que a maioria das crianças nascem com, mas são obrigadas a esconder. Meu filho não, ele pode escolher ser o que quiser e quem quiser. Então peço que na hora da historinha se ele quiser ser a princesa que aceitem, assim os outros coleguinhas vão aceitar também e ele não vai sofrer no segundo lugar que ele tem que ter mais segurança, que é a escola.
Antes de ir embora a mãe ainda falou: Antes de qualquer julgamento do tipo, ela queria tanto uma menina que transformou o seu filho em uma, peço que reflita e pense por que eu faria isso com uma criança que tem irmãos mais velhos para "lhe ensinar a ser homem".
Ela agradeceu e foi embora, cinco minutos depois a professora foi contar para a coordenadora o ocorrido, essa disse, vamos ver como vai ser...

As semanas se passaram e chegou o carnaval, todas as crianças deveriam ir fantasiadas e o garotinho escolheu ir de fada princesa... A fantasia era linda, toda rosa e como ele estava feliz, todos os coleguinhas elogiaram, ela tinha asinhas que mudavam de cor, acho que ninguém resistiria a essa fantasia linda. Depois da festa de carnaval as fotos foram postadas no site da escola, resultado: Pais esbravejando porque tinha um menino com problema que poderia influenciar os seus filhos "masculos".
Uma reunião sem essa mãe foi feita com todos os pais, sim todos os pais da sala menos a mãe do menininho. Todos pediram para que conversassem com essa mãe e a obrigassem a vestir seu filho de uma maneira normal e de acordo com seu sexo.
E foi isso mesmo que a VACA da coordenadora falou, que não poderia aturar na escola um menino de shorts saia, ou sandália lilás. Que ela (a mãe) deveria se preocupar com a sua reputação e a do menino e parar de fazer isso com ele, que ela estava confundindo-o.

A mãe chorando desesperada disse, meu filho está sendo quem ele quer. Eu não entendo qual é o problema com ele vestir-se de fada. Todo pai quer que seu filho seja feliz e não sofra, por isso conversei com vocês antes do ano letivo, para meu filho não sofrer. Porque se no futuro, quando mais velho ele decidir ser assim ele pelo menos não sofreu na infância e sabe que tem o apoio da sua família. Então me desculpe, mas o meu filho não agrediu, ofendeu ou faltou com respeito a nenhum de vocês, vocês é que estão faltando comigo e com ele e pedir para mudar seu estilo porque os pais ignorantes acham que ele pode influenciar os meninos, então é prova de que aqui não é um bom lugar para ele.

No dia seguinte os 5 meninos foram transferidos.

Anos depois encontrei essa mãe em um shopping com o menino, um pouco mais velho. Ele estava com um shorts do santos e uma sandália rosa que acendia. Eu perguntei para essa mãe como ela conseguia, como ela enfrentava a sociedade. E ela disse: Ele é meu filho, não importa como se vista, eu vou lutar contra tudo e todos para que ele seja ele mesmo e sempre SEMPRE feliz.
Ela me contou da nova escola e que dessa vez não teve nenhum problema, que ele também se dava bem com todos lá e que estava muito feliz.
Nunca mais os vi, mas espero que onde quer que essa mãe esteja seu filho e ela estejam feliz....

Essa semana vi uma reportagem de um pai na Alemanha que colocou uma saia para apoiar o filho que gostava de usar vestidos e me lembrei da foto desse menino extremamente feliz vestindo suas sapatilhas rosa....

Ontem no meu trabalho (de vez em quando dou aula para crianças)... uma professora falou que não gostava muito de tal aluna porque achava errado o comportamento masculino dela e que era horrível os pais não fazerem nada para muda-la.... E hoje vim desabafar como acho horrível ainda existirem pessoas no mundo que julgam uma criança e tentam impedi-la de ser quem ela quer ser por causa do sexismo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário